Plissados

06/10/2020

Plissados

O nosso caso de amor com os plissados começou com o desfile de Yuba, apresentado na SPFW, em abril de 2018. Durante nossa pesquisa sobre os processos utilizados pela comunidade japonesa, entramos em contato com o Shibori Arashi, uma técnica manual tradicionalmente feita no bambu que confere ao tecido esse efeito nervurado.

A partir dos plissados feitos em seda para a coleção da passarela, encontramos maneiras surpreendentes de trabalhar novas silhuetas e formas, pois eles propiciam um caimento completamente diferente aos tecidos habitualmente utilizados.  Desde então, com o olhar investigativo inerente ao nosso processo criativo, tentamos explorar possibilidades variadas a partir das diferentes bases de tecidos escolhidas.

Os plissados apresentam uma estrutura própria que nos permite pensar a roupa como escultura, brincar com as formas, ora orgânicas, ora geométricas. A cada coleção, escolhemos a base e pensamos na silhueta. Tecido mais fino ou mais encorpado, o tamanho da nervura, o tipo de acabamento (a laser ou à mão) são fatores que influenciam diretamente no resultado final de cada peça, que pode ser mais fluido ou mais estruturado.

Para a coleção verão 2021, que já está disponível em nossa loja física e no e-commerce, plissados mais estruturados dão origem a um modelo de vestido, de casaco e de lenço, nas cores preto, branco e vermelho, que no corpo de nossas clientes ganham realmente status de arte.